ANTENA PARANÓICA

lemos e descolamos o que há de melhor na rede

Arquivo para o mês “julho, 2010”

VIDE VÍDEO


Pegadinha nas alturas

O que essa gente não apronta para aparecer. Um piloto de um avião, identificado no vídeo como Patrick, sai num vôo com um amigo e lá nas alturas resolve fingir que desmaiou. Ele larga o manche da aeronave e o que se vê em seguida é algo inacreditável. A reação do companheiro de viagem é incrível. E tudo foi devidamente gravado e corre o mundo agora na Internet.

FALOU BONITO, POR ISSO REPITO…


Dar espaço para a paz
Texto original: Update or die

POESIA


VOTOS ROMPIDOS
Poema irlandês de autor desconhecido, do Sec. VIII.

Era tarde, ontem à noite, o cachorro me falou de você.
A narceja falava de você lá no profundo pântano.
Que você é o pássaro solitário que voa pelos bosques
E que pode estar sem um parceiro até você me encontrar

Você me prometeu… e disse uma mentira para mim.
Que se encontraria comigo onde o rebanho se reúne
Te chamei com um uivo, dei 300 gritos para você
Mas não encontrei nada lá, apenas um cordeiro chorando.

Você me prometeu algo difícil de oferecer:
Um navio de ouro com um mastro de prata;
Doze cidades e um mercado em cada uma;
E um belo pátio branco ao lado do mar.

Você me prometeu algo que não é possível;
Que me daria luvas feitas das escamas de peixes,
Que me daria sapatos feitos da pele de aves
E uma túnica da melhor seda da Irlanda.

Minha mãe pediu para não falar com você
Hoje ou amanhã, ou no domingo…
Foi uma péssima hora para ela me falar aquilo.
Foi como fechar a porta, depois da casa roubada.

Você roubou o Leste de mim. Você roubou o Oeste de mim
Você roubou o que tinha à minha frente e atrás de mim.
Você roubou a Lua… Você roubou o sol de mim…
E… meu maior temor… você roubou Deus de mim.

ORIGINAL

MUNDO DIGITAL


O novo léxico


ORIGINAL: Estadão

ARTIGO


Polícia é o espelho da sociedade?

O Globo está publicando hoje artigo de um neurologista explicando as razões que leva a Polícia (no caso, a do Rio sobre o caso do filho da atriz Cissa Guimarães) a agir como agiu. Será que a mesma coisa pode ser dita em relação ao policial que matou um jovem de 14 anos em Fortaleza? Leia o artigo:

A culpa é sempre da PM?

A polícia espelha a sociedade. É assim no Chile e na Itália com os carabineiros. É assim na França com os gendarmes. Interessante, são o orgulho da nação. Seus homens vêm da própria sociedade, vocacionados, filhos de famílias de todos os níveis econômicos e sociais, não raro doutrinados e estimulados desde a infância a seguir a carreira policial militar. Afinal, como bem diz a canção do policial militar carioca, “ser policial é, sobretudo uma razão de ser”.

A PM do Rio seleciona e treina exatamente os membros de sua população e não alienígenas

Algo, no entanto, é diferente no Rio de Janeiro. Está errado, a sensação não é boa. A população não se orgulha e sequer confia na sua polícia. Os jovens de classes sociais favorecidas e aqueles que têm a rara oportunidade de escolher seu futuro se esquecem da polícia como carreira. Interessante de novo. Nossa Polícia Militar ostenta o símbolo da coroa da corte de D. João VI, tem mais de 200 anos, gerencia-se sozinha e pode receber profissionais de quase todos os ramos de atividade. Combatentes, médicos, padres, veterinários, músicos e uma gama enorme de profissionais. Porque, então, o que vemos no dia a dia? Maltrapilhos, assassinos de crianças, corruptos.

Interessante mais uma vez. No comando, pelo menos agora, homens íntegros, bem preparados, de boas famílias. Um filósofo formado na UFRJ com grande capacidade de combate. Casado com um anjo que sempre foi exemplo de dignidade no desempenho de suas funções de oficial do quadro feminino. Cercados por oficiais de caráter inquestionável. E nas ruas? Questiona-se sempre se quem atua na rua não é quem deveria ser. Talvez se mais fiscalizados pelo comando, ou pela própria sociedade. Que sociedade? A que sempre acha que uma pequena infração não é infração? Aquela que cultiva o hábito de propor algo em troca do perdão, da “vista grossa”, do jeitinho? Será que se teria exigido dez mil reais para que um jovem infrator, assassino, pudesse ser liberado impune se nossa sociedade não fosse habitualmente conivente com o perdão regado a corrupção?

A PM do Rio seleciona e treina exatamente os membros de sua população e não alienígenas. A constante insinuação de que não são bem treinados e escolhidos não pode mais ser aceita. Os concursos são permanentes, às vezes mais de um por ano. O treinamento é rigoroso, mas dirigido àqueles que a escolheram e por instrutores de seu corpo. Todos espelham a realidade, esta sim, provavelmente incompatível com o que se deseja e com o que a sociedade pratica em sua rotina cotidiana. Se fosse inaceitável corromper não seria possível ser corrompido. Se os valorosos fossem selecionados o treinamento seria de melhor nível e os resultados menos desastrosos.

Se os bons escolhessem a polícia, a população seria dela orgulhosa e a apoiaria. Acidentes acontecem. Omissões, desmandos e incompetência não podem acontecer. Tudo tem que ser revisto, e já. A PM precisa e merece ser escolhida como carreira de sucesso, precisa reconhecer e estimular quem tem valor, quem quer fazer bem feito, quem seria exemplo de caráter, de dignidade e de competência. A sociedade, por sua vez, esquecer a “mão na cabeça” e exigir o correto.

*Abouch Valenty Krymchantowsk é mestre e doutor em neurologia e oficial médico da PM do Rio

MÚSICA


Freiras reclusas querem salvar a música pop

Um grupo de freiras reclusas do sul da França acaba de assinar contrato para gravar um CD e está sendo apontado como a salvação da música pop. A gravadora Universal Music deve lançar o álbum em novembro, segundo o “The Guardian”.

Como as freiras vivem em regime de reclusão absoluta, elas terão que produzir as fotos do encarte do CD e todo o material de divulgação.

O convento, situado em Avignon, existe desde o século VI e segue regras religiosas rigorosas. Uma vez que os votos de reclusão sejam feitos, a freira permanece atrás dos portões do convento até a morte.

“Nunca procuramos esse trabalho. Ele chegou até nós. Primeiramente, achamos que pudesse afetar nosso estilo de vida. Mas consultamos São José em oração e ele nos respondeu”, disse Madre Abbess.

Texto original

FOTOGRAFIA


A imagem que mudou a cara da Aids

Lembra-se desta foto? Ela ficou marcante em relação à campanha da Aids. Foi publicada em 1990, no mes de novembro, pela revista LIFE. Era a foto do jovem David Kirby. Muita gente deve ter indagado quem era ele e como acabou sendo usada numa publicidade da Benetton.

As pessoas ao redor do corpo consumido pela doença fazem parte da família desse jovem que era ativista contra a Aids e que ao saber que havia contraído o vírus, voltou para sua casa em Ohio em 1980 e resolveu morrer junto aos seus.

A imagem foi tomada pela estudante de Jornalismo Teresa Frare que acabou se convertendo na mais representativa e chamativa imagem sobre a epidemia. Enquanto a foto era elogiada e recebeu vários prêmios – o World Press Photo em 1991, Kirby falecia em abril de 1990 aos 32 anos de idade.

Foi a partir do instante em que ela se converteu na imagem de ícone da Aids que surgiu a decisão polêmica de um publicitário da marca Benetton, Oliviero Toscani, de transformá-la em peça publicitária da campanha United Colors of Benetton em 1992.

Você deve estar se indagando se a família consentiu. A família sem dúvida sempre esteve de acordo com o uso publicitário da foto. A mãe disse que era forma de homenagear o filho. “Se a Benetton podia ajudar na campanha, então tudo bem. Esse anúncio foi a última oportunidade de ver David; uma recordação de que ele esteve entre nós”.

VIA

GUERRA


Wikileaks divulga ‘crimes de guerra’

Tomei conhecimento via Estúdio I, da GloboNews, da divulgação de documentos confidenciais relativos a guerra no Afeganistão. O documento testifica que as forças de coalização internacional podem ter cometido “crimes de guerra”.

Corri para o endereço, o Wikileaks, cujo fundador defendeu nesta segunda a divulgação dos milhares de documentos. “Quem tem que decidir se se trata de um crime ou não é um tribunal. No entanto, à primeira vista, dá a impressão de que há provas de crimes de guerra nestes documentos”, afirmou Julian Assange em uma entrevista coletiva à imprensa.

O site Terra traz mais informações: “No total, 92 mil documentos foram divulgados pelo Wikleaks com detalhes inéditos da guerra no Afeganistão retirados dos arquivos do Pentágono e de relatórios nos teatros de operações que vão de 2004 a 2010.
De acordo com o Guardian, um dos três veículos que tiveram acesso aos arquivos, pelo menos 195 mortos civis estão registrados, um número “provavelmente subestimado porque vários eventos controversos são omitidos nos relatórios diários das tropas no terreno”.

Segundo o New York Times, outro veículo para o qual os arquivos foram apresentados, agentes paquistaneses e talibãs reúnem-se regularmente em “sessões de estratégia secreta” com o objetivo de organizar “redes de grupos de insurgentes que enfrentam os soldados americanos no Afeganistão, e mostram até complôs visando à assassinar dirigentes afegãos”.

Os Estados Unidos condenaram no domingo a divulgação destes documentos “por parte de pessoas e organizações que poderiam colocar as vidas de americanos e de seus aliados” em perigo. “Estamos acostumados às críticas daqueles cujos abusos mostramos”, declarou Assange.

“A função do jornalismo é questionar o poder”, considerou em declarações ao The Guardian. Para Assange, “não há motivo algum para que duvidemos da seriedade dos documentos”.

O fundador do Wikileaks afirmou que deseja que estes documentos favoreçam “a compreensão do que ocorreu durante os últimos seis anos de guerra no Afeganistão e uma mudança de política” no que diz respeito a esta guerra.”

CINEMA


Como agiria a censura judaica

O humor judaico inspira os cartazes do Festival de Cinema Judaico de SP que vai ser realizado em agosto. O Fisher+Fala desenvolveu campanha levando a seguinte reflexão: “O que seria dos grandes clássicos do cinema se eles tivessem que seguir os 10 mandamentos?

Seria possível fazer um filme que não abordasse os temais capitais – honrar pai e mãe, não matar, roubar, trair ou mentir?Resumo da ópera: os 10 anúncios criados e que estão sendo veiculados em jornais e revistas, mostram como vetariam alguns títulos levando em conta a obediência aos 10 mandamentos.

Guerra nas Estrelas, por desrespeitar o 5º: “honrar pai e mãe”
Senhor dos Anéis, pelo 2º: “não farás imagens ou esculturas”
Dona Flor e Seus dois Maridos – por desrespeitar o 7º “não cometerás adultério”
A 1ª Noite de Um Homem, o 10º: “não cobiçarás a mulher do próximo”.

ECONOMIA


A receita da Coca-Cola

Durante muitos anos, os fabricantes dos refrigerantes Cola (inclui-se, principalmente, a Coca) fizeram questão de ocultar a fórmula da bebida. Era segredo que se guardava a sete chaves. Hoje em dia, porém, já é possível se achar a receita na Internet como a da “OpenCola”, a primeira Coca de ‘código aberto’ e cuja receita é divulgada na Internet.

Num artigo divulgado pela WikiHow (uma Wikipedia à maneira do ‘faça você mesmo’) é divulgada a receita completa, com ingredientes, os passos e conselhos úteis, além de uma advertência na qual se explicam que a cafeína pode ser tóxica em doses altas.

Navegação de Posts