ANTENA PARANÓICA

lemos e descolamos o que há de melhor na rede

COMPORTAMENTO

A influência das redes sociais nos costumes
Este artigo foi publicado originalmente no Cooking Ideas, um blog da Vodafone



Incorporados em redes sociais, os hábitos têm mudado radicalmente nos últimos anos. Novos conceitos, como os «seguidores» (followers/fans) ou «cronologias cotidianas» (timelines/lifestream) foram adicionados às redefinições dos outros como “amigos” que tinha de ser reinventado. Mesmo as regras não escritas sobre educação e comportamento com outras pessoas dentro e fora da rede têm sido alteradas. Apesar de haver muitos mais para escolher, são três aspectos que chamaram a minha atenção para essa “colisão” entre a vida digital e da vida real:

O conceito de “amigo” . As redes sociais têm pecado ao usar alguns termos de uso corrente quando na verdade esses rcomumente utilizados quando na verdade essas funções têm um fiel reflexo sobre as relações no MundoReal ™. Que é exatamente um amigo em uma rede social? Os conhecidos também contam?
“Gente que nunca se viu, nunca se encontrou? “Colegas de trabalho? “Chefes? “Família? No final, o que tem acontecido é que cada usuário entende o termo em sua própria maneira – e age de conformidade para evitar qualquer mal-entendido – no que convém ser cauteloso na compreensão de como entendemos uns aos outros e como eles se comportam a respeito. Devo acrescentar minha família à minha conta do Facebook? É aconselhável que o chefe me siga no Twitter? Devo compartilhar meus videos de bobagem para qualquer outra pessoa além dos meus colegas? … Ou eu vou ter um conflito comigo mesmo, se eu não aceitar todas as opções acima?

Dispersão de atenção– O segmento de conversas de dezenas ou centenas de amigos em uma mesma rede, com vista a gerar milhares de mensagens por dia, é mais suportável se estiver disponível no celular, no iPhone, iPod, tablet ou na rede. O mesmo acontece com o programa ou serviço de mensagens SMS. Mas muitas pessoas consideram que a atenção deve ser prioritária até mesmo sobre aqueles à sua volta em pessoa, produzindo um pouco de situações ridículas: pessoas que se encontram para jantar, mas ele passa seu tempo digitando no celular, mantendo-se amigos para conversar, mas fogem ao bate-papo ali com as pessoas; de reuniões onde o foco é centrado nas conversas externas, criando uma espécie de “limbo” entre os presentes… Tem outra solução?

Alguém teve a genial idéia de inventar os caracteres de «Desliguei meu telefone pra você» como toque de atenção antes dessas situações incômodas. Minha regra social favorita: interagir com outras pessoas com o celular ou notebook enquanto se está reunido é aceitar alguém participar do que está acontecendo, mas não para falar de outros assuntos – pois asseguro que há outro momento melhor.

interagir com outras pessoas com o telefone celular ou laptop enquanto estiver em reunião, sempre que seja aceitável para informá-los sobre o que está acontecendo, mas não para falar de outros assuntos – o que certamente é para um momento melhor. Como, então, numa reuni~´ao de trabalho ficar falando com outras pessoas pelo Twitter ou Facebook criando uma espécie de ‘limbo’ no encontro? Simplesmente “má educação 2.0.”

Abordagem de redes sociais – Um dos fenômenos mais bonitos das redes sociais é transformar momentos de solidão em uma atividade quase social. Alguns exemplos são os fios de # itens (marcados com um rótulo) que aparecem no Twitter, os dias de grandes eventos como jogos de futebol, corridas de Fórmula 1, atraso no jogo de tênis de atraso, até a última expulsão do Big Brother e coisas semelhantes. Pode-se experimentar o evento com “amigos” ou um grande grupo de estranhos, fazendo da solidão coisa do passado: é preciso apenas ter o telefone ou o iPad na mão. Televisões – e os fabricantes de televisores estão realmente lutando para encontrar uma boa forma de integrar ambos os tipos de conteúdo.

Que outras maneiras mudarão nos próximos anos com a evolução das redes sociais? Não há dúvida de que estaremos cada vez mais conectados e vêm até nós mais e mais informações. Portanto, não é incomum que tenhamos de lidar com novos conceitos. Enfim, a cada fim do dia… os costumes mudam.
VIA: Microsiervos

Navegação de Post Único

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: