ANTENA PARANÓICA

lemos e descolamos o que há de melhor na rede

COMO PAGAR O CARMA DE UMA VIDA

Pagando um karma em uma vida

Uma história extraída da edição de 26 de junho de 1941 do jornal “The Times”, narra o acontecido em uma noite de junho de 1935, quando o chefe de patrulhas de motos de El Paso, no Texas, perseguia a um transportador que conduzia um veículo a velocidade não permitida. Na intenção de evitar a abordagem, o condutor virou em seco dando uma curva pronunciada, o que provocou o inevitável choque de seu perseguidor, o agente da lei Allan Falby, batendo de cheio contra o chassis do veículo.

Depois de recuperar a consciência, Falby deu conta de que sua perna direita sangrava bastante devido a ruptura de uma artéria vital. Devido a feliz coincidência (chamada em ocasiões de “destino”), um motociclista de nome Alfred Smith, o socorreu aplicando-lhe um torniquete sobre a perna ferida, o que diminuiu a hemorragia o tempo suficiente para ser transportado por uma ambulância a um hospital próximo.

Cinco anos mais tarde, em abril de 1940, já recuperado, o agente rodoviário Falby atendeu a uma chamada de emergência da central de Polícia devido a um acidente automobilístico ocorrido em uma rodovia próximo a sua localização, no Texas. Ao chegar à zona do ocorrido, Falby observou um automóvel que havia se chocado contra uma árvore e o condutor insconsciente sangrando profundamente de uma perna. O policial rapidamente aplicou um torniquete para deter o sangramento, ação que ganhou tempo suficiente para que chegasse uma ambulância.

Logo depois ao revisar as roupas do motorista inconsciente, o policial Falby se deparou com uma inimaginável surpresa: a identificação na carteira de motorista correspondia a Alfred Smith, o mesmo que o havia salvado da morte em iguais circunstâncias cinco anos atrás.

Um destino escrito

Em 1893 um indivíduo chamado Henry Ziegland, do Texas, EUA, abandonou sua noiva, que nunca conseguiu recuperar-se da maldade. Quando a mulher suicidou-se, seu irmão por vingança disparou uma bala contra Henry Ziegland, mas esta passou de raspão e foi incrustrar-se numa árvore próxima.

Vinte anos depois, ele resolve remover a árvore e utiliza uma carga de dinamite, fazendo com que a bala incrustada nela há 20 anos, disparasse de forma fulminante indo atingi-lo mortalmente.

O duelista justiçado

No transcurso de 1861 a 1878, Henri Tragne, de Marselha, na França, havia se batido em duelo, individualmente, com quatro homens resultando vencedor implacável em cada um deles. Mas a particularidade que unia aos quatro casos vividos por Tragne era tão incrível, que segundo testemunhas nenhuma das vítimas morreu por ter sido alvejado por uma só bala do oponente. Todos os homens haviam perecido de súbito no local destinado ao duelo de enfarto.

Quando em 1878 se encontrava novamente enfrentando um homem em outro duelo de morte, o que caíra fulminado sem sequer sacar  a arma foi ele em iguais e estranhas circunstâncias que seus predecessores.

Um par de vigas por um par de repressores

Segundo o site Minghui.net, no condado chinês de Wennan, cidade de Xintai, o prefeito da aldeia Zhao Hongru e um secretário do Partido Comunista Chinês chamado Guo, estavam diretamente envolvidos repressão e prisão a de contestadores do regime.

Durante a primavera de 2007, quando Zhao Hongru manejava estrada abaixo seu trator com um reboque cheio de pedras, o feixe do trailler quebrou e Zhou foi esmagado entre a roda do trator e reboque morrendo no acidente.

Quando o secretário do partido Guo e outros sete ajudavam a organizar o funeral de Zhao, o poste de madeira onde estava hasteada bandeira do PC caiu de repente sobre a cabeça de Guo. A dor foi tão forte que ele permaneceu desacordado por muito tempo. Quando retornou a primeira coisa que fez foi renunciar voluntariamente ao cargo de secretário do partido.

PARA LER O ORIGINAL EM ESPANHOL

Anúncios

Navegação de Post Único

Uma opinião sobre “COMO PAGAR O CARMA DE UMA VIDA

  1. Celina em disse:

    oi, Nonato, a tradução está macarrônica! Deve ter sido feita por máquina.
    Celina

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: