ANTENA PARANÓICA

lemos e descolamos o que há de melhor na rede

OSCAR. A VERGONHA DE HOLLYWOOD AOS SEUS MAIORES GÊNIOS

Último domingo de fevereiro tem a festa do Oscar. A Academia vai premiar o que ela considera melhores, muito embora nem sempre isso signifique coincidir com a opinião do grande público. Se fosse assim, nomes respeitáveis da cinematografia não seria desprezados pelos bambãs da academia e, quase ao final de suas vidas físicas, seriam ‘recompensados’ por prêmios honorários, para alguns, uma vergonha. Muitos nomes incríveis nunca ganharam Oscar, seus nomes, talento e filmografia ficaram entregues às moscas. Depois inventaram o tal do prêmio ‘consolação’.  Veja alguns exemplos citados por La Mente Emjambre:

1  ALFRED HITCHCOCK

Pense num gênio que foi desprezado pelos senhores da Academia. A coleção de títulos dele é enorme. Seu ‘Rebecca’ ganhou um prêmio por roteiro. Em 1971 ele foi premiado com o Oscar honorário pelo conjunto dessa obra. Todo mundo esperava que ele fosse fazer um discurso falando sobre o desprezo da academia e eis a reação do gênio no vídeo abaixo.

2. CHARLES CHAPLIN
O mestre do cinema mudo  e de obras-primas do cinema só foi indicado para melhor trilha sonora original por ‘Luzes da Ribalta”. Em 1972, ele foi premiado com o Oscar honorário. Ao  contrário de Hitickock, o público ficou de pé e o aplaude por bom tempo, levando o grande gênio do cinema mudo às lágrimas.
3  GROUCHO MARX
Provavelmente o cara mais icônico do cinema. Ele teve que esperar até a velhice para reconhecerem seu trabalho. Apresentado por Jack Lemmon, recebeu um Oscar honorário em 1978.
4. HOWARD HAWKS
Autor da vida de Al Capone em ‘Scarface’, Howard Hawks colocou a fortuna de sua família, seu talento e ambição para contar histórias extensas, coloridas e com melhor qualidade. Mas nem mesmo o homem que foi um dos primeiros a tocar na estatueta, conseguiu ganhar uma. Teve que se contentar com a indiferença de Hollywood que nunca lhe deu um Oscar como direitor. Foi lemb rado com um honorário em 1975.
5. ORSON WELLES
Foi o primeiro a deixar a América parada e com medo com a sua mensagem de rádio da ‘Guerra dos Mundos’. Autor e ator sempre à frente de seu tempo, criou o filme por excelência ao interpretar o magnata ‘Charles Foster Kane’, em Cidadão Kane . O filme recebeu pelo roteiro. Só veio ser reconhecido em 1971.
Narrando ‘Guerra dos Mundos’ Welles
Anúncios

Navegação de Post Único

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: