ANTENA PARANÓICA

lemos e descolamos o que há de melhor na rede

EDITOR

Nonato Albuquerque é jornalista em Fortaleza-Ceará Brasil. Atua no rádio (Povo-CBN) e TV (Jangadeiro-SBT).

Anúncios

13 opiniões sobre “EDITOR

  1. bebel em disse:

    todos esses semaforos ficariam bons se instalados na rotatoria da avenida aguanambi.atençao amc.

  2. Larissa em disse:

    Olá. Gostaria de realizar uma ação em seu blog – um publieditorial. Entre em contato comigo para conversarmos mais sobre o assunto.

  3. Leônidas Macêdo Neto em disse:

    Olá, Senhor Nonato Albuquerque!

    Escrevo para informar que no próximo dia 15 de setembro haverá o lançamento do livro “Você pode me ouvir, doutor?”

    Organizdo pelos médicos Álvaro Jorge Madeiro Leito e João Macedo Coelho Filho, ambos professores da UFC, o livro reúne um conjunto de profissionais das mais diversas áreas, entre eles, médicos, sociólogos, jornalistas e educadores qeu redigiram cartas direcionadas à jovem médicos, buscando uma reflexão sobre o exercício dessa profissão demasiadamente humana, mas que vive um instante de transformação, pois em um mundo onde impera a velocidade e a tecnologia, parece que a relação mais próxima entre médico e paciente está ultrapassada.

    “Você pode me ouvir, doutor?” conta com um prefácio assinado pelo Ex-Ministro da Saúde, Doutor Adib Jatene.

    Entre os autores das cartas, podemos destacar MARCELO COELHO, Conselheiro Editorial da Folha de São Paulo; JÚLIO CESAR PENA FORTE, Presidente do Instituto Innovare; ESTHER PILLAR GROSSI, Coordenadora do GEEMPA e mais uma série de profissionais que oferecem suas reflexões.

    O lançamento ocorrerá no DIA 15 DE SETEMBRO, HORÁRIO 19:30h, LOCAL LIVRARIA CULTURA – SHOPPING VARANDA MALL, AVENIDA DOM LUÍS, 1010 – LOJAS 8,9 e 10.

    O livro “Você pode me ouvir, doutor?” é um convite delicado para médicos e outros profissionais que viveram a experiência de que a cura tem início na disponibilidade interior de ser o intérprete das necessidades do outro.

    Senhor Nonato, quero saber se seria possível divulgar esse evento em seu programa na AM do POVO. Melhor ainda, tem como pautar uma entrevista com os organizadores do livro em seu programa de rádio? Podemos levar até os representantes da editora Saberes. Esse livro terá lançamento nacional. E o primeiro lançamento será em Fortaleza.

    Desde já agradeço por sua atenção!

    Muito obrigado!

    Leônidas Macêdo Neto.

  4. jose rodrigues em disse:

    Nonato, sobre o sisu, que seleciona os participantes do ENEM para as vagas em faculdades públicas: Como é possível que este sistema democratize o acesso às faculdades se você não consegue acessar o site? não tenho computador em casa, preciso ir a uma lanhouse para tentar me inscrever e gastei mais de duas horas sem obter sucesso! quem se dá bem são os mais ricos, que tem banda larga à disposição e podem passar o dia todo na frente do computador tentando acessar!
    E o MEC MANDA QUE A GENTE TENHA PACIÊNCIA? é o tal relaxa e goza de novo?

  5. Nelson Moura em disse:

    Nonato, meu querido, pelos cinco chagas de Cristo (como diz o Alan Neto) me diga onde fica a rua Humberto Manuel no Conjunto Ceará. Moro aqui a 20 anos e não conheço essa rua. Hoje, 25/01/11 um ouvinte ligou pro seu programa e disse que nessa rua tinha um semáforo desligado e que dois mototaxistas estavam “dando uma” de guarda de transito… rsrsrs

  6. Niedma em disse:

    Oi Nonato td bem? Não sei o seu endereço eletrônico e por isto decidi colocar aqui o pedido que se segue.
    Meu nome é Niedma e nos conhecemos há algum tempo. Meu nick essenciadeamor, lembra?
    Amigo irmão Nonato o motivo desta mensagem é p/ pedir-lhe providências no sentido de mandar o carro da sua produção (BARRA PESADA), apanhar um aparelho de tv 29 polegadas em perfeitas condições, marca sharp(usado).
    Como faço todos os dias ao assistir ao seu programa hoje, dia 23/03 ,decidi doar o objeto mencionado para o local aonde foi levado o rapaz que estava acorrentado (viciado). Assisti a solicitação do Sr. Saraiva, creio o responsável pela casa que abriga e trata viciados. (ele solicitou doações de roupas, material de construção, etc…)O fone veiculado foi 8876-7619 e este não atende. Creio seja melhor entregar a produção e esse senhor apanhar o aparelho na tv jangadeiro. Melhor assim.
    Aguardo sua resposta e p favor, caso venha anuir ao solicitado, peço-lhe p a pessoa encarregada de vir buscar a encomenda, efetivar uma ligação telefônica antes.
    Um abraço de carinho fraterno e que JESUS abençõe nossos bons propósitos.
    Niedma
    Fones:9187-8922

  7. Leonardo Lucas em disse:

    Olá amigo, Nonato Albuquerque sou seu ouvinte e vejo a sua integridade e seriedade quando o assunto é direito do trabalhador… Peço o seu auxilio para investigar o andamento do processo Nº CIT: 1012010100800133, aberta na data 22/12/2010 no ministério do trabalho em Fortaleza. Esta é uma denuncia grave de uma empresa gráfica da qual um parente meu trabalha e nesta há várias pessoas sem ctps registrada, férias atrasadas de 02 e 03 anos, sem atualização de salário na ctps há pelo menos 10 anos, quando a fiscalização do trabalho vem os gerentes escondem todo mundo nos fundos da empresa, há abuso de autoridade por parte do patrões, os mesmos não aceitam atestado médicos mesmo comprovado fisicamente e muito mais. Hoje é 26/03/2011 e não há nenhuma providência tomada pelo MTE, eu mesmo já fui falar pessoalmente com o supervisor responsável pela fiscalização Sr. Marcondes e falei uma segunda vez com o Sr. Tadeu, porém nada!
    Meu amigo, peço sua ajuda pois não tenho mais a quem recorrer, pois já desconfio que do mesmo modo que o sindicato dos gráficos avisa que haverá a fiscalização, desconfio de um possível desvio na importante instituição federal.

    Aguardo resposta.
    Tenho todos os dados da empresa caso queira uma verificação mais detalhada!

  8. Cidrack Ratts em disse:

    Prezado Jornalista Nonato Albuquerque

    Meus cumprimentos
    Sou jornalista. Por 46 anos, exerci as funções de repórter policial, tendo trabalhado nos principais jornais da minha Cidade. Tenho acompanhado e, agora, aposentado, acompanho o seu trabalho no programa Barra Pesada, no Canal 12, através do qual você cobra, todos os dias, leis mais duras para os crimes mais graves como homicídio, estupro e tráfico de drogas, sem falar nas severas críticas àqueles que, de maneira cruel, têm assassinado às mulheres deste nosso Brasil. Sob o pretexto de que não aceitam a separação.
    O criminoso deve cumprir a pena a ele imposta por inteiro, como antigamente e, caso tenha praticado um ou mais crimes, permaneça na prisão até o término dos processos A prisão preventiva era compulsória, isto é, obrigatória. O homicida, preso ou não em flagrante, era recolhido a uma casa de detenção, e ali permanecia até ulterior deliberação ou o dia do julgamento, quando saía, dependendo da decisão do magistrado responsável pelo processo.
    Entendo que o réu primário, dependendo das circunstâncias, pode responder o processo em liberdade. Caso cometa outro delito mesmo sendo de pequeno potencial ofensivo, esse acusado deve ser recolhido à prisão, onde deverá permanecer até o julgamento dos dois processos, pois, mesmo sendo primário, por não ter sido condenado, torna-se um delinqüente de péssimos antecedentes,sem direito à complacência da Justiça.

    No tocante à menor idade penal, o assunto é fácil e de rápida solução, pois, se com 16 anos, o menor, digamos, o adolescente, pode escolher aquele que vai dirigir o destino deste imenso Brasil, por que, que, com a mesma idade, não pode, o adolescente, responder pelos crimes praticados? Com relação aos crimes de trânsito, as penas privativas de liberdade, devem ser substituídas por penas de multa, dobradas, a cada reincidência.

    Atenciosamente,
    Cidrack Ratts

  9. Israel em disse:

    Olá Nonato, sou estudante de jornalismo e rompendo todos os critérios de entrevistas que se aprende na faculdade, gostaria de fazer uma entrevista via e-mail com você.
    A entrevista abordará temas relacionados à mudança nos meios de comunicação, o papel da mídia na sociedade e questões sobre sua carreira.
    Esse trabalho faz parte da avaliação final de uma das disciplinas do curso.
    Aguardo retorno.

  10. MAURICIO MACHADO em disse:

    Amigo Nonato,
    Cadê vc, não o ouço na CBN OPOVO, algum problema?
    Ainda voltarás?
    Um preocupado abraço de seu fã
    Mauricio Machado

  11. marliete meyre em disse:

    nonato alburqueque vc e uma pessoa incrivel, nao e facil ir tv e falar problemas que envolvem o governo povo e a corrupcao policial, ate entendo mas voce acha se a leis realmente fossem aplicadas nesse pais seria diferente. olha eu perdi um filho vitima das drogas um irmao assassinado crime pacional o autor vive em liberdade, sera tao dificil agir corretamente nesse pais
    alei e so para preto e pobre, nunca vi um filho d rico apanhar dapolicia. perdi meu filho nunca houve nem investigacao policial pois ele era da vida errada, mas ao respeito dos politicos que desviam dinheiro matando assim a dignidade dos hospitais escolas da vida do cidadao. porque nao matam eles tambem pois sao ladroes tao quanto meu filho

  12. Jean França em disse:

    Bom dia. Prezado Nonato Albuquerque, são exatamente 00:11 (onze minutos) do dia 15/07/11, nesse exato momento, os festejos juninos de Maracanaú alcançam o ápice da euforia. O barulho é ensurdecedor, a poluição sonora reina nessa ocasião. Como se já não bastasse o barulho da festa, somos obrigados também, a escutar e participar de forma indireta (como vítima) da guerra dos paredões.
    Agora a pouco solicitei a presença de uma viatura ao local, onde se encontra os paredões, cujo n° da ocorrência é M9028726 (00:03), mas, não acredito que a mesma venha, haja visto, infelizmente, em nosso município, estado e país, as pessoas de bem, são vítimas, e ficam a mercê dos poderosos. No momento reflexiono as palavras de Rui Barbosa “De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto”.
    Mas, mesmo assim, busco através de uma imprensa livre, propagar e instigar a outros a lutar por seus direitos, pois somos cumpridores de nossos deveres. Ainda citando Rui Barbosa, “Maior que a tristeza de não haver vencido é a vergonha de não ter lutado”, devemos sim, lutar e nunca desistir de mostrar nossos valores.
    Já se passaram trinta minutos que liguei para o CIOPS, e até o presente, os paredões imperam sobre os bons, sobre aqueles que defendem o bem, a família e uma sociedade justa e humanitária.
    Caro Nonato, talvez nossas autoridades e o prefeito de Maracanaú não saibam, e se sabem, fingem não saber, que a poluição sonora é prejudicial à saúde humana e animal, o suportável pelo ouvido humano é de 70 db, passando disso, já fica insuportável.
    A perturbação sonora causa danos irreversíveis a nossa saúde, alteram o sistema nervoso, produzem stress físico, além de que a poluição sonora pode determinar uma hipertonia arterial (aumento da pressão sanguínea) e provocar doenças circulatórias, como o enfarte e até mesmo serem a causa de úlceras estomacais. Agora só uma pergunta: será que o sr. Prefeito de Maracanaú, está preocupado com a saúde da população que mora próximo ao evento? Será que o comandante do 14º Batalhão da Polícia Militar, tenente-coronel Giovani Pinheiro, como oficial de nossa polícia, também está preocupado com a população que está a mercê da guerra dos paredões?
    Como o Comandante Giovani mesmo disse: Iremos intensificar a fiscalização ao redor do evento, mas, até o presente momento, a fiscalização não apareceu.
    Prezado Nonato, vale lembrar, que mesmo com os danos causados a saúde dos moradores que residem ao redor da cidade junina, o posto de saúde Elias Boutala que é aqui vizinho, não tem médicos para atender a população.
    Sim, são 00:47 minutos, vou fechar os olhos e refletir sobre os dias de festa que faltam, pois esse inferno vai até o dia 17/07/2011.

    Jean França

  13. Oi Nonato,
    Olha a que nós servidores públicos, ativos e aposentados do Estado temos que nos submeter se não tivermos um plano de saúde particular, o que muitos não têm pelo alto custo e pelos baixos salários que recebemos.

    Instituto de Saúde dos Servidores do Estado, ISSEC, antigo IPEC, somente autoriza servidor a fazer 10 sessões de fisioterapia por mês. Servidor começa tratamento, faz 10 sessões, depois tem que parar e esperar para dar continuidade ao tratamento após 30 dias da autorização inicial ou seja, servidor não vai ficar bom nunca pois se o importante da fisioterapia é a continuidade do tratamento.

    Para que serve então o ISSEC?

    Roberto Douglas meu marido que trabalhou com você na TV jangadeiro está com sérios problemas de coluna, o médico receitou medicamentos e fisioterapia só que ao tentar a autorização para a segunda série de 10 sessões recebeu a informação que relatei acima.

    Espalhe isso na mídia por favor, para que o povo de nosso estado veja a quantas está entregue a saúde do servidor público.
    Mas dinheiro pra construir “acquario” tem.
    Abraço,
    Thais Ribeiro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: